Stregheria,Stregoneria ou Bruxaria Italiana são os nomes dados a Velha Religião ( Vecchia Religione) da região da Itália. Culto Pagão com origens nos velhos Mistérios Etruscos e Egeus. A Stregheria é uma Religião que é formada por diversos Clãs. (Tradições ou Familias), na maioria segue uma linhagem Hereditária e Oculta. O culto Streghe é diverso, mas segue principalmente os ensinamentos da Prima Streghe( Arádia ou Heródia).
A Deusa Diana e o Deus Cornifero Dianus Lucifero.

Total de visualizações de página

Bruxo Callegari - TV Espelho Mágico

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Rind (Rindr) - “A Deusa da Terra Congelada ”

Rind (Rindr) - “A Deusa da Terra Congelada”
Rind era descrita nas lendas escandinavas como uma linda princesa russa, a quem tinham profetizado a concepão de um filho que, ao se tornar herói, vingaria a morte do eu solar Baldur. Porém, Rind recusava-se a se casar, demonstrando uma glacial indiferença a todos os seus pretendentes. O deus Odin tentou seduzi-la assumindo, primeiro a figura de um soldado, depois, de um hábil artesão, capaz de fazer lindas jóias e, por fim, a de um cavalheiro, mas Rind continuava recusando seus avanços. Finalmente, Odin metamorfoseou -se em uma jovem curandeira, que foi aceita como a camareira da princesa quando esta adoeceu (segundo consta, em razão de um feitiço maligno feito pelo próprio Odin). Ao curá-la, Odin revelou quem ele era e conseguiu, finalmente, derreter o coração congelado da princesa, tornando-a mãe de seu filho Vali, o vingador da morte de Baldur, concedendo-lhe também a condição de Deusa.
Essa lenda é a adaptação cristã de um antigo mito da terra congelada pelos rigores do inverno, personificada por uma giganta, que resistia ao abraço caloroso do Sol, semelhante à história da deusa Gerda. Possivelmente o mito era o mesmo, diferindo apenas os nomes, conforme a localização geográfica dos cultos.



Outras fontes descrevem Rind como uma deusa solar, que saía da sua morada cada manhã e só voltava ao anoitecer, permanecendo isolada até a manhã seguinte, simbolizando, portanto, a abertura quanto o isolamento, tanto o dia quanto a noite.
Elementos: terra, gelo.Animais totêmicos: urso-polar, loba, foca, andorinha.Cores: branco, verde.Árvores: choupo, pinheiro, tuia, amieiro.Plantas: arnica, bálsamo, sálvia, snow drop (”pingo-de-neve”).Pedras: calcedônia, calcita, malaquita.Símbolos: floco de neve, gelo, raios solares, escudo, ervas curativas, jóias.Runas: Isa, Jera, Hagalaz, Sowilo, Cweorth, Sol.Rituais: para descongelar (ou esfriar) situações; remover barreiras e obstáculos, abrir (ou fechar) o coração, atrair (ou repelir) pessoas, colaborar ou se isolar.Palavras-chave: abertura, isolamento.


Texto : Mirela Faur " Mistérios Nórdicos"




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vídeos

Loading...