Stregheria,Stregoneria ou Bruxaria Italiana são os nomes dados a Velha Religião ( Vecchia Religione) da região da Itália. Culto Pagão com origens nos velhos Mistérios Etruscos e Egeus. A Stregheria é uma Religião que é formada por diversos Clãs. (Tradições ou Familias), na maioria segue uma linhagem Hereditária e Oculta. O culto Streghe é diverso, mas segue principalmente os ensinamentos da Prima Streghe( Arádia ou Heródia).
A Deusa Diana e o Deus Cornifero Dianus Lucifero.

Total de visualizações de página

Bruxo Callegari - TV Espelho Mágico

domingo, 24 de outubro de 2010

Ritual para Samhain


Samhain



Preparo




Itens para este ritual incluem: Duas velas brancas e quatro velas pretas, quatro ramos pequenos feito com ervas agridoce, (doces e amargas) fios de lã na cor preta, branca e vermelhos cortados em comprimentos de sessenta centímetros, colocado em uma cesta sobre o altar; sementes de romã em uma tigela, um pedaço de doce. Enfeite seu altar com fotos de entes falecidos (pessoas e animais), pinhas, abóboras (a tradicional lanterna),ramos de trigo seco, doces, bolos, figuras de crânios, flores nas cores, laranja, roxa, negra e branca. Deve haver música de preferência com tambores e sinos.Use um manto negro ou roxo.

Motivo

Samhain é um tempo de transição, como a terra se prepara para o tempo do Inverno e nos prepararmos para a nossa viagem através da escuridão do ano. Samhain é um tempo para refletir e lembrar nossos ancestrais, entes queridos, incluindo animais de estimação, que não andam mais nesta terra. É importante lembrar-se deles e falar seus nomes.
Samhain é um tempo de transição, quando começamos a nossa jornada através da escuridão do ano. Assim como Perséfone desceu aos infernos para guiar os espíritos dos que partiram, então descemos em nós mesmos para encontrar o caminho que nosso espírito tem de seguir. Este ano cresceu com a plenitude da vida e agora se esvai na sombra. Nossas almas descansarão no escuro como na roda das estações o ano faz a sua volta final.








Cordão Mágico

Segue-se instruções para trabalhar com o cordão durante o ritual. Tomar três vertentes de fios e um de cada cor. Muito lentamente, fiá-los juntos. Você pode trançar-los ou, simplesmente, os amarrar juntos. Juntemos pelo menos, três nós. Se você quiser usar mais nós, faça-o em múltiplos de três. Trabalhe com energia de amor para cada fio. Quando tiver terminado, segure o fio entre as palmas das mãos para enviar a sua energia para seus entes queridos. Eles vão sentir o seu calor.


O Ritual

Faça um círculo de proteção

Segurando o ramo de ervas agridoce ande no (sentido anti-horário) ao redor de seu círculo, dizendo:

Hoje à noite eu coloco o meu círculo com as ervas agridoce para esta noite que é doce e amarga como os pensamentos das pessoas que amo, que fizeram sua passagem para Summerland.(Terra do Verão). Este é o momento de Hécate, da solidão e da escuridão. Este é o tempo para contemplar o ciclo de vida, morte e renascimento porque hoje à noite o véu entre os mundos é tênue. O círculo é lançado. Abençoado seja decretado este espaço.

Coloque o ramo de ervas agridoce sobre o altar.

Coloque um ramo de amargo na borda do seu círculo antes de chamar os guardiões das quatro torres. Acenda uma vela preta, depois de falar.

Apelo para a fonte do Sul, de transformação chama. Espíritos do Fogo, a sua brilhante faísca me guia através dos ciclos de vida. Venham em nome da Hestia, em nome de Hórus. Fique comigo esta noite.

Eu viro para o Oeste, local de poços profundos e mananciais subterrâneos. Espíritos da água levem-me a fluxos e refluxos da vida em sua maré interminável. Juntem-se em nome de Ísis, em nome de Osíris. Fique comigo esta noite.

Acender uma das velas brancas depois de dizer:

Mãe da escuridão, você vem pra mim sozinha esta noite por luto por seu filho, por luto por seu consorte. O Deus se afastou para o Submundo e a roda do ano segue nas trevas. Peço a senhora, fique comigo esta noite.

Tire um tempo para honrar aqueles que têm o nome e celebrar a vida. Mantenham em sua mente as lembranças daqueles cujos nomes que você falou. Pense em como eles tocaram em sua vida. Sinta a sua presença com você neste círculo sagrado.


Cordão Mágico

Enquanto você trabalha com o cordão, cante:
Mãe das Trevas, esses nomes eu partilho,
Das pessoas que amo agora ao seu cuidado.
Guia-os suavemente com amor tão doce,
Bendito seja até que nos encontremos.

Quando você terminar de cantar, coloque o fio no seu altar. Corte um pedaço de doce com ele. Isso levará a intenção de adoçar o seu percurso de um ente querido em sua próxima vida.

Leve uma tigela de sementes de romã do altar. Levante-o e diga:

 

Este ano tem aumentado com a plenitude da vida e agora se esvai na sombra. Minha alma vai descansar no escuro, como a roda das estações do ano faz na sua volta final.
Aperte as sementes de romã, e como dedo molhe uma gota de suco nos seus lábios, em seguida, dizer:
Que meu espírito encontre o seu caminho.
Tome tempo para contemplar os meses de escuridão à frente e como ele pode ser um momento de renovação para você. Utilize o seu método habitual de aterramento.
 

Mãe das Trevas, antiga e duradoura, guia-me, cuide de mim e meus entes queridos, tanto aqui quanto os que já partiram. Eu estou neste portal com vocês e muito agradeço pelos seus dons de restauração e renovação. Bendito seja!

Apagar as velas brancas. Por sua vez, apague as velas pretas.

Água da Vida, você me sustentar antes do nascimento e alimentam-me como eu crescer. Espíritos da água, muito obrigado pela vossa presença nesta noite. Ficaram em paz, se retirem em paz. Bendito seja!

Fogo da Renovação, como um sol brilhante que me aquece e fica para sempre uma luz orientadora. Espíritos do Fogo, obrigado pela vossa presença nesta noite. Ficaram em paz, se retirem em paz. Bendito seja!

Sopro da Vida, você me levar a minha vida como um companheiro constante para o ritmo do meu coração. Espíritos do Ar, obrigado pela vossa presença nesta noite. Ficaram em paz, se retirem em paz. Bendito seja!
 

Mãe Terra, no final de minha jornada eu possa voltar a descansar no seu berço de amor. Espíritos da Terra, muito obrigado pela vossa presença nesta noite. Ficaram em paz, se retirem em paz. Bendito seja!

Se eu tenho medo da morte Eu não posso viver plenamente, e se eu medo vida eu não vou encontrar consolo na morte. Tudo tem começo tem fim. E cada final tem um começo. Os ciclos da minha vida continuem na fé e na unidade com o amor da Deusa. Bendito seja!









Ritual por Willow Forrestall
 
 

Witchy Comments
 

 

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

A Magia dos Metais

                                                                A Magia dos Metais


Nós criaturas, agarramo-nos ao corpo da Mãe Terra que se move rapidamente através do espaço, como todos os outros corpos celestes.
A Terra também nos faz girar em torno do centro do nosso universo, o Sol, que nos banha a todos com seus raios benéficos.
O corpo da terra é como o nosso, modelado de acordo com um modelo cósmico. A terra firme e a água que corre estão tão separadas quanto a nossa carne do nosso sangue, e a água do mar contém os mesmos elementos que o nosso sangue ( exceto que o seu conteúdo de sal ” cloreto de sódio” é mais elevado).

Como a terra se move através do espaço, não podemos conhecer a forma exata do seu corpo, uma vez que as suas cavidades se encheram de água. Todavia, ela também tem um pólo-pensamento no norte, análogo à nossa cabeça. Seu pólo-vida está localizado no sul e corresponde aos órgãos sexuais e excretores.
Lá, próximo do pólo norte, as auroras boreais da terra cintilam do mesmo modo que lampejos de inspiração iluminam a escuridão existente em nosso cérebro.

A Terra respira na região da Escandinávia. É lá que ela suga o ferro de que necessita para o seu sangue – sangue que ajuda a formação de depósitos minerais. Cadeias de montanhas tais como os Andes e as Montanhas Rochosas são a sua espinha dorsal; os grandes rios, as suas artérias, correntes de energia que trazem alimento e revigoramento para os seus tecidos. Seu coração bate na Europa: Londres, Amsterdã, Paris, Praga e Viena; assim como certa vez o seu coração bateu nas grandes cidades da Atlântida, em Cartago e Atenas.

O equador é o seu centro e, no calor dessa fornalha, ocorrem a sua digestão e o seu metabolismo. Seu elixir da vida é protegido pelas florestas tropicais da África, tão ricas nem minerais. Em certa época a Terra teve um cabelo assim espesso sobre todo o seu corpo. As florestas cobriram toda a terra firme, tal como um casaco de peles vivo.
Mas, a maneira irresponsável de viver dos homens deixou a terra com manchas nuas, vulneráveis: desertos. Os veios de minérios de metais da conduzem energia através do tecido de rochas da Mãe Terra. Esses veios são seus nervos. Os homens podem tirar o que quiserem, pois a Terra está recebendo constantemente energia do cosmos. Seu sistema nervoso não pode ser esgotado.

Na metade inferior do corpo da Mãe Terra estão os rins ( as reservas de cobre de Katanga) e a energia primeira dos seus órgãos sexuais. Onde as partes de terra firme se encontram num ponto, o Pólo Sul, seus resíduos orgânicos encontram uma saída.
O calor contido em suas entranhas às vezes força a subida de substâncias perigosas até muito perto da superfície. Essas erupções vulcânicas são as suas úlceras.

Os micróbios que vivem dentro e sobre sua pele devem servi-la, assim como as bactérias que ajudam os homens a triturar os alimentos e a remover as substâncias rejeitadas. Os homens, as plantas e os animais devem servir à Mãe Terra de acordo com as leis dela. Se assim o fizerem, ela manterá saudável e os alimentará. Mas se o micróbio-homem se transformarem um germe virulento, envenenando o sangue dela, deixando-a nua e perfurando-a, a vida da Terra estará em perigo.

A Mãe Terra, como o homem, absorve a energia do Sol através do seu pólo-vida, no Sul. Com essa energia radiante, ela faz o ouro e as pedras preciosas da África do Sul, da Índia e das Américas do Sul. Esses tesouros são as suas glândulas. Os minérios formigam por toda a sua pele, retalhando, cavando e peneirando os metais mais preciosos, tirando-os de seu sistema nervoso. Vamos tentar ser crianças boazinhas, aquecendo-nos no seu fulgor. Alimentando-nos para podermos crescer, em vez de sermos criadores de doenças, esgotando-a e envenenando-a com nossas estranhas brincadeiras.

Os metais estão presentes no espaço, em forma etérea. A força da gravidade os atrai para a Terra. Conforme são absorvidos, vão se tornando cada vez mais densos, até que assumem as várias formas materiais que nos são familiares: ouro, prata, mercúrio, cobre, ferro, estanho e chumbo, platina, alumínio, zinco, cobalto, tungstênio, urânio, plutônio, etc., que o homem usa para os seus próprios fins. Ele os combina à sua vontade, produzindo bronze, latão, folha de flandres, aço inoxidável ou peltre.
Seu objetivo é, sempre, realçar a vida de acordo com o seu próprio ponto de vista. Para ele, a Terra tem pouca importância.
A ciência da química envolve Tanto a separação como a combinação de substâncias. a alquimia, por outro lado, é a ciência de decompor os metais, tendo como objetivo libertar a sua forma pura original, eles são devolvidos ao estado sólido, mas desta vez como metais realmente nobres da pura e nobre Mãe Terra. O homem que trabalha com melais pode escolher se irá contribuir para a destruição ou para a santificação da Terra.

O corpo humano contém os mesmos metais que a Mãe Terra.
Quanto mais a pessoa sabe a respeito dos metais presentes em seu próprio corpo, mas ela compreenderá a Terra, pois os dois corpos são análogos. Se um corpo humano está carente de um determinado metal, a terra pode oferecê-lo do seu próprio corpo, par uso medicinal. Uma cura pode ser realizada diretamente ou por intermédio do reino vegetal; às vezes, também através do reino animal. O magnésio, por exemplo, pode ser extraído da água do mar e da camomila.
Encontramos metais em todos os reinos da natureza. Eles mudam de forma, mas mantêm sua radiação e energia. Primeiro, eles constroem nossos corpos e, em seguida, são refinados para dar energia espiritual.
Cobre

Os metais pintam seus próprios retratos na crosta da Terra e nas paisagens, mas são especialmente reconhecíveis nos diferentes tipos de pessoas. Sim, o velho quebra-cabeça de desenhos cósmicos está em toda parte.

Ferro
Os metais são dádivas do céu, que nos foram enviados pelo Sol, pelas estrelas e pelos planetas. Eles são absorvidos e modificados pela Terra e por suas criaturas, transmitindo para o espaço tudo o que emitimos. Metais sólidos, fluídos, gasosos e etéreos atravessam nossa corrente sanguínea, nossas mãos e nosso espírito. Vivemos com eles e eles conosco. O que o homem ainda tem de aprender é o conhecimento da natureza essencial dos metais.


Fonte pesquisada:
A magia dos Metais

Autor: Mellie Uyldert

Vídeos

Loading...