Stregheria,Stregoneria ou Bruxaria Italiana são os nomes dados a Velha Religião ( Vecchia Religione) da região da Itália. Culto Pagão com origens nos velhos Mistérios Etruscos e Egeus. A Stregheria é uma Religião que é formada por diversos Clãs. (Tradições ou Familias), na maioria segue uma linhagem Hereditária e Oculta. O culto Streghe é diverso, mas segue principalmente os ensinamentos da Prima Streghe( Arádia ou Heródia).
A Deusa Diana e o Deus Cornifero Dianus Lucifero.

Total de visualizações de página

Bruxo Callegari - TV Espelho Mágico

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O que é ectoplasma?

O que é ectoplasma?


Em diversas reuniões organizadas por psíquicos onde são raras as manifestações fantasmagóricas através da substância que é chamada de ectoplasma. Esta substância é do que em princípio, os "ditos" fantasmas são formados em tais formações sem deixar qualquer vestígio "real" para o nosso mundo. É uma substância gelatinosa, pegajosa, e maleável, desagradáveis ao toque e vem de fora. Uma definição mais técnica do livro citado de Oscar González Quevedo (Padre Quevedo), e que define o ectoplasma "um fenômeno de condensação telergía". Poderia defender a "telergía" como uma força psicofísica exteriorizada, em sentido amplo, que nós consideramos a telergía. Em uma primeira etapa de condensação da telergía nada mais do que uma irradiação de fluido minúsculo.

Nesta fase inicial de condensação, só é perceptível por meio de técnicas delicadas e dispositivos eletrônicos.O ectoplasma é apresentado quase sempre com um propósito: fazer telecinese ou moldado em formas diferentes (isso é chamado: ecto-colo-plasmídeos), do qual veio o sufixo "plasma".
Depois de condensação da telergía, mais ou menos moldada ou moldada, é chamado de "ECTOPLASMIA". O ectoplasma pode se exteriorizar qualquer lugar do corpo do médium ectoplasta, ao que está intimamente ligada. Dirigido por psicobulia,(geralmente se formam a partir da boca ou nariz) o ectoplasma pode causar telecinese (objetos em movimento). Ectoplasmia ou ectoplasma específico do grego "impactos" = "plasma" = coisa formada ou moldada.

O termo foi criado por Richet, "O ectoplasma é, em princípio, uma massa confusa. são estas “formações difusas que chamamos de ectoplasma”, porque eles parecem estar fora do corpo. Às vezes você pode ver esses ectoplasmas lentamente organizados. " Ectoplasmia designa o fenômeno de ectoplasmas.
Por uma questão de interesse notar que Schrenck-Notzing foi o primeiro pesquisador, que descreveu o metapsíquico substância fantasmagórica. Não obstante o ectoplasma tem sido estudado por vários laboratórios de renome e foi encontrado que é composto de silicatos, água e célula básica, ou seja, muco, saliva e celulose. Ninguém sabe como alguns médiuns conseguiram tirar da boca até um quilo destas substâncias, mas sabe-se que os acima mencionados eram médiuns muito acima da média.


Fantasmogênese


Fantasmogênese é a produção ectoplasmatica de um fantasma, ao menos aparentemente inteiro, de pessoa, animal ou objeto. O fantasma possui certa consistência material, embora seja mais ou menos tênue, transparente e com pouquíssimo peso em relação ao modelo reproduzido.

As fraudes neste tipo de fenômenos também são freqüentes. Sir. William Barret, um dos fundadores da SPR, comenda sobre o "Doutor" Monck, um famoso médium que produzia fantasmagênese com hora marcada... "Surpreendi o 'doutor' em fraude clamorosa: um pedaço de musselina branca, numa armação de arame, tudo ligado a um parafuso preto. Isto era empregado pelo médium para simular uma fantasmogênese."
Além do 'Doutor' Monck outros médiuns também fraudaram como Eusápia Palladino, por exemplo, não entraremos em maiores detalhes para não nos prolongarmos, visto que a grande maioria das fraudes deriva da acima.

O ectoplasma é a base da fantasmogênese, juntamente com a Ideoplastia. Os fenômenos de ecto-colo-plasmia são uma fantasmogênese mais primitiva, já que só assumem partes de corpos, objetos, etc.


Grandes médiuns chegavam a produzir animais, como Jean Guzik e Franek Klouski. Além de animais era comum relatar a presença de monstros na sala. Veja uma descrição que o Dr. Osty escreveu: "Sentiram o contato de monstros peludos lambendo os presentes, mordendo e arranhando vestidos"
Franek Kluski forma uma ave sobre seus ombros nesta seção realizada em 30 de agosto de 1913.
Como há fantasmas de animais e também fantasmas de coisas inanimadas.
Nas chamadas casas "mal-assombradas" são freqüentes as quedas de pedras, paus, pregos, frutas, etc... Este fenômeno também pode ser classificado como Telecinesia ou Aporte.

O grande médium, D.D.Home, produziu fantasmas humanos, como Sir. William Crookes nos narra: "Ao declinar o dia, durante uma seção do Sr. Home, na minha casa, vi agitarem-se as cortinas de uma janela que estava a uns três metros de distância do Sr. Home. Uma espécie de sombra meio transparente, semelhante a uma forma humana foi percebida de pé, por todos os assistentes, perto dos caixilhos da janela. Esta forma agitava a cortina com a mão e, enquanto nós a olhávamos, ela se esvaneceu e as cortinas cessaram de se mover"
Uma marca característica da fantasmogenese é que os fantasmas surgem e desaparecem gradativamente, dificultando assim os truques. Se aparecer repentinamente ou desaparecer subitamente, desconfie da veracidade do fenômeno. A constituição vaporosa, tênue, dos fantasmas também é característica.

O fenômeno é considerado raro, pois necessita de uma maior ideoplastia e de ectoplasma. O fenômeno depende do ectoplasma, o médium, pois durante o fenômeno o produto formado esta em óbvia conexão fisiológica e psíquica com o médium.
O médium após produzir o fantasma perde peso e sente uma sede incontrolável. Isto pode provar que o fantasma vem do próprio organismo do médium que necessita repor seus nutrientes, que encontramos na água. Além desta perda para plasmar, também devemos lembrar que o médium transpira, pois realiza um grande esforço.
Quando o fantasma produzido pelo médium desaparece, ele é reabsorvido ou recuperado pelo médium.
O relato de Crookes sobre o fantasma de Katie King. Este texto explica muito bem como um fantasma desaparece de forma gradual.


"O efeito produzido foi extraordinário. Ela resistiu somente por um instante; depois vimo-la fundir-se aos nossos olhos como uma boneca de cera diante de um fogo forte. Primeiramente seus braços desvaneceram e não podiam ser distinguidos. Os olhos afundaram-se nas órbitas, o nariz desapareceu, o rosto pareceu entrar na cabeça. Depois os membros cederam e todo o seu corpo se apagou como um edifício que desaba. Não restava mais sobre o tapete se não (o que corresponderia) a sua cabeça. Depois ( o que parecia ) um pouco de tecido branco, que desapareceu como se o tirassem subitamente dali. Ficamos alguns instantes com os olhos fixos no lugar onde Katie cessara de ser vista. Assim terminou a sessão memorável"

Fontes:
As forças físicas da mente - Livro 2 - Oscar G. Quevedo


Enciclopédia do Ocultismo, Nº 5 - Editora Século Futuro


Sobrenatural.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vídeos

Loading...