Stregheria,Stregoneria ou Bruxaria Italiana são os nomes dados a Velha Religião ( Vecchia Religione) da região da Itália. Culto Pagão com origens nos velhos Mistérios Etruscos e Egeus. A Stregheria é uma Religião que é formada por diversos Clãs. (Tradições ou Familias), na maioria segue uma linhagem Hereditária e Oculta. O culto Streghe é diverso, mas segue principalmente os ensinamentos da Prima Streghe( Arádia ou Heródia).
A Deusa Diana e o Deus Cornifero Dianus Lucifero.

Total de visualizações de página

Bruxo Callegari - TV Espelho Mágico

sábado, 26 de junho de 2010

Os Gatos

                                                                       Os Gatos



Os gatos sempre estiveram presentes há milênios convivendo com a humanidade,  depois dos cães é o mais bem sucedido animal a conviver de perto com o homem, mas são bem mais do que simples animais de estimação que deram certo. Sua trajetória com a humanidade se mescla também no mundo espiritual.Os gatos significam muito para a comunidade da magia. O símbolo do gato vem desde o Egito antigo com a deusa Bastet. Os gatos sempre foram companheiros das bruxas. No mundo da magia as espécies felinas são muito sensitivas. O seu gato pode lhe dizer muitas coisas!
Muito lembrados como familiares de bruxas e explorados nos filmes, onde uma bruxa (o) sempre tem o seu gato preto. Em muitas culturas os gatos (independentes de sua coloração) são guardiões das portas do outro mundo. Sua passagem mais forte foi nas terras do Egito onde representavam e acompanhavam a deusa Bastet. Onde ela mesma as vezês assumia a forma de um gato.


Em culturas nórdicas os gatos são guardiões das sombras humanas ou do seu lado mais oculto e obscuro. A sombra é nossa face negra, a parte de nossa alma que se banha em mares sem tempo, sem moral, sem limitações. A função dos gatos e sua ligação com os místicos são de proteger sua alma. Um gato tem o poder de guardar e alertar o seu dono contra o mal. Pelo contrário das crendices mais populares de que o gato preto é o portador do azar, ele é um formidável amigo são guardiões do espírito humano. A sua imagem mais forte ainda é ligada a da Deusa com rosto de gato Bastet.... gatos foram associados com Freyja. Freyja .O nome (alternativamente , Freija, Freiya, ou Freya) significa "a senhora", e ela é amante de magia (forma particular de sua magia ser chamado Seirdh, Um sistema que envolve transe e muito semelhante ao xamanismo). O dia Sexta-feira é o seu nome. Seu transporte pessoal, é um carro magnífico, puxado por dois grandes gatos cinza.

Bastet era, porém uma mulher mortal que imigrou da cultura nórdica, ao contrário da imagem que se acredita ela era de aspecto nórdico (loura, pele muito clara e olhos claros). Era uma alta sacerdotisa de divindades ligadas aos gatos como a deusa Freija e ensinou sua religião e a importância dos gatos aos povos do Egito.

Ela na verdade não tinha rosto ou cabeça de gato, mas usava uma maquiagem que representava a figura de um gato. E também utilizava tintura de Henna em seus cabelos para disfarsar sua cor incomum para o povo egipcio. Ensinou a magia dos gatos sua ligação entre o mundos dos vivos e dos mortos e seu poder de proteger e conduzir a alma. Bastet era uma sacerdotisa sábia que curava doenças e possuía poderes paranormais. “Após “a sua morte a mulher e sacerdotisa” Bastet” foi divinizada e transformada na figura mitológica da deusa com rosto ou cabeça felina, passando a ser adorada como a Deusa Bastet em sua forma benéfica e como Sekmeth em sua forma irada, em vez de cabeça de gato se apresentava então com cabeça de leoa.


O importante é perceber que homens, magos e sacerdotisas foram após suas mortes divinizadas (tornados deuses). Os gatos também têm o poder (como guardiões das sombras) de trazer a sombra do bruxo de volta quando ela é liberada em rituais, quando pode vagar por um tempo a sós. Em outro ritual dedicado aos gatos eles podem trazê-la de volta, fortalecendo assim sua ligação com a alma do místico. Adoráveis, inteligentes e sedutores os gatos são fiéis aos seus donos, mas ao contrário dos cães, não vêem os donos como superiores, mas como iguais. Talvez por isso seu ar maisaltivo e independente. Eu particularmente sempre senti essa ligaçãomuito forte com os gatos, sempre os tenho por perto e espero poder te-los sempre ao lado e a magia poderosa e sagrada de Bastet.




Os gatos sempre fascinaram os homens através da história. Eles são criaturas lunares, e estão associados à magia, proteção da casa e principalmente das mulheres. Eles também representam a conciliação dos opostos: a pele macia e as garras afiadas. O gato significar: Forte protetor em situações de conflito. Como um animal místico, o gato é também um forte guardião dos poderes ocultos. Na Cabala Judaica e no budismo o gato representa a sabedoria, a prudência e a astucia. Também na Cabala, estupidamente o gato é associado ao mal e ao pecado. Na Índia, o gato é considerado ambíguo, porque existe um mito em que foi ele, o único animal que não quis ver a ascensão de Buda, mas isso também poderia significar que ele foi o único a entender o budismo, que prega a indiferença diante aos acontecimentos para atingir a iluminação. Na magia ele representa o guardião, o animal que é a ponte para o submundo... Daí juntou-se o preto com a escuridão, mitos da morte e associaram o gato preto como o animal da bruxa, o guardião e o seu elo com o demônio.

 Gato Preto – O desenho de um Gato preto comumente é associado ao símbolo do oculto, bruxas e religiões pagãs. Durante o terrível período da inquisição medieval realizada pela igreja católica romana, indivíduos que pensavam ser hereges ou bruxas eram ativamente caçados.



 Na Europa medieval durante a idade media, mulheres que tinham conhecimento de ervas medicinais e remédios eram objetos suspeitos pela igreja dominante masculina. A imagem de uma bruxa no caldeirão misturando uma poção mágica veio nada menos de que de uma inofensiva mulher, normalmente uma mulher, que junta ervas e plantas medicinais na floresta e criando sua medicina popular para membros de sua vila ou família. Posteriormente considerado HERESIA contra a igreja!


 Achavam que gatos pretos eram familiares, ou companheiros de bruxas e também era razão suficiente para acusar uma mulher de ser bruxa. Durante um período que foi chamado de “Idade das Trevas” por uma boa razão, gatos pretos eram vistos como demônios disfarçados de criaturas sob o poder de Satã.
Isso não ajudou no caso dos gatos, que apesar de sua habilidade em manter o controle de pragas que causavam doenças como os ratos.
 Mulheres que eram acusadas de serem bruxas e também eram “testadas”, ou fisicamente torturadas para extrair essa confissão. Esses “testes” serem jogadas em uma enorme tina com água, no caso, se ela se afogasse era inocente, e se ela flutuasse era considerada claramente uma bruxa e deveria ser queimada.
 O desenho de um gato preto é um meio de simbolizar a crença no feminismo, contra a dominação masculina, ou admiração pagã ou crenças espirituais como bruxaria ou wicca.

 Uma variação do desenho do gato preto é a pantera negra, que são símbolos de filmes restritos ou pornográficos, dizendo que o filme em questão conte cenas de nudismo ou conteúdo sexual, considerado impróprio para menores. Representado como um forte elemento de erotismo.


Autor : Valdir Callegari

3 comentários:

  1. Olá, ofereci um selo de qualidade ao seu blog, pode conferir no link para a postagem:

    http://portalobruxo.blogspot.com/2010/09/selo-blog-de-qualidade.html

    ResponderExcluir
  2. Obrigado querido Rafael!Realmente fico encantado em ter pessoas cultas e dedicadas a Old religion como você,reconhecendo o trabalho de outros blogs pagãos!
    Blessed be!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Vídeos

Loading...